Rinoplastia

A rinoplastia, mais conhecida por cirurgia do nariz, é realiza na estrutura nasal para melhorar a estética ou a respiração do indivíduo. Corrige as deformidades traumáticas ou naturais e também as disfunções. É associada à mentoplastia (intervenção cirúrgica no mento-  porção inferior e média da face, saliente, e que se localiza abaixo do lábio inferior-,  para reduzi-lo ou aumentá-lo, neste último caso mediante o uso de prótese), para amenizar as formas do rosto.

A rinoplastia moderna reestrutura o nariz, tratando suas deformidades, pela redução das estruturas osteocartilaginosas (rinoplastia de redução) ou pela inclusão de enxertos osteocartilaginosos (rinoplastia de aumento).

Rinoplastia antes e depois – O que esperar?

O que esperar de uma cirurgia de rinoplastia, é de fato o grande interesse da maioria das pessoas que desejam realizar a rinoplastia. O que se pode tirar por base, é por cirurgias já realizadas com sucesso. Sendo assim, confira algumas fotos de rinoplastia antes e depois, e confira resultados que podem ser alcançados.

Rinoplastia antes e depois - Mulher

Rinoplastia antes e depois – Mulher

Rinoplastia antes e depois - Homem

Rinoplastia antes e depois – Homem

Confira mais em: Rinoplastia fotos antes e depois

Como se define o formato do nariz?

A forma do nariz é determinada por fatores genéticos, ou características familiares.  O traumatismo ou fraturas também contribuem para o surgimento das deformidades, e o crescimento da cartilagem também deve ser levado em consideração.

Como diagnosticar as deformidades nasais?

A maioria das deformidades nasais são diagnosticadas com a ida ao otorrinolaringologista por dificuldade de respiração do paciente, onde também é tratado conjuntamente outros problemas nasais, como: desvio do septo, hipertrofia dos cornetos e rinites. Na anomalia do crescimento, quase sempre, somente o exame clínico é suficiente para chegarmos a uma conclusão. Quando há pós-trauma é necessário um exame de imagem, como a tomografia computadorizada, para uma correta avaliação.

Como ocorre o tratamento?

O tratamento das deformidades nasais devem ser próprias do paciente, ou seja, deve ocorrer a auto-indicação, onde o próprio paciente procura o médico para o início do respectivo tratamento. O cirurgião plástico deve estabelecer se os desejos do paciente são reais, qual tratamento é o melhor indicado para cada caso e mostrar que é um tratamento médico, com todas as suas características: limitações, riscos, entre outros. A idade mínima para a correção é a adolescência, respeitando os princípios ora citados, 2 a 3 anos após a primeira menstruação. Nos casos em que a deformidade foi por trauma ou malformação congênita, o prazo normalmente é diminuído.

Para o procedimento da cirurgia, anestésico e cirúrgico, o paciente deve se encontrar em perfeitas condições imunológicos, devendo ser feito uma avaliação clínica e laboratorial pré-operatória. A rinoplastia pode ser para diminuição ou aumento do nariz, corrigir desvios, alterar a forma e a posição da ponta.

O tratamento cirúrgico, na sua maioria, não deixa cicatrizes externas, sendo que os cortes, geralmente, são feitos na parte interna do nariz. A pele é descolada da cartilagem e do osso, sendo os mesmos tratados. No fim, a pele se acomoda à nova estrutura. Pode ser necessária a utilização de enxertos do osso ou da cartilagem própria da pessoa, para moldar melhor o nariz. Os pontos são internos e, normalmente, não precisam ser removidos.

A anestesia, na rinoplastia, pode ser local ou geral. A escolha do método, sempre de acordo com o anestesista, levará em consideração a duração da cirurgia e as condições clínicas e psicológicas do paciente. Apesar de ter caráter ambulatorial (alta hospitalar logo após a recuperação da anestesia), é mais seguro e cômodo para o paciente permanecer a primeira noite no hospital (24 horas de internação), para observação.

Procedimentos pós-cirúrgico

Após a cirurgia da rinoplastia, o paciente fica com o curativo (esparadrapo de papel (micropore) e uma proteção de gesso, plástico ou de metal) por um período de 7 a 10 dias. Quando não há nenhum procedimento associado, no septo ou cornetos por exemplo, normalmente, não é necessário a utilização dos conhecidos tampões nasais.

Os cuidados pós-operatórios da rinoplastia variam de acordo com o procedimento efetuado. Haverá inchaço, maior nos primeiros 2 dias, que gradativamente irão diminuir. Via de regra, de 7 a 10 dias é suficiente para o paciente retornar às suas atividades normais, sociais e laborais. Vale ressaltar que as alterações de cicatrização e acomodação dos tecidos em seu novo local demoram mais tempo. Nos três meses subsequentes, será necessário observar o resultado tratamento.

Há complicações na Rinoplastia?

As complicações são raras na rinoplastia, podendo ser citadas: sangramento pós-operatório, hematoma, infecção, obstrução nasal, irregularidades, assimetrias e problemas anestésicos.

Qual o valor da Rinoplastia?

A rinoplastia pode custar entre R$ 2 mil até R$ 5 mil, incluindo nesses preços os exames antes, durante e depois da cirurgia e os honorários médicos.

Artigos relacionados: